Sarna Sarcóptica – Saiba o que é, como tratar e como é transmitida!

sarna sarcóptica, também chamada de sarna comum ou sarna vermelha, é causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei e é o tipo de sarna mais frequente em cães.

A Sarna Sarcóptica, uma zoonose causa coceira intensa e afeta em muito a qualidade de vida do cachorro, podendo conduzir a infecções bacterianas e a sérios problemas de saúde se não for tratada.

A Sarna Sarcoptica é uma condição curável, mas também é muito contagiosa e inclusivamente pode transmitir-se aos humanos.




Aqui, a Página do Pet vai contar tudo o que você precisa saber sobre a Sarna Sarcóptica, seus sintomas e os tipos de tratamento.

Continue lendo!

 Sarna Sarcóptica

Saiba tudo sobre a Sarna Sarcoptica com a Página do Pet e proteja seu cãozinho!
Saiba tudo sobre a Sarna Sarcóptica com a Página do Pet e proteja seu cãozinho!

O que é Sarna Sarcóptica

A Sarna Sarcóptica é causada pelo parasita ácaro microscópico Sarcoptes scabiei que vive dentro da pele dos cães infectados, causando coceira intensa.




As fêmeas destes ácaros causadores são as principais responsáveis pelo prurido, já que “escavam” túneis microscópicos na pele do cão para depositar os seus ovos.

A Sarna Sarcóptica é altamente contagiosa e capaz de contaminar qualquer cão saudável que entre em contato com ela.

O contágio também acontece de forma indireta, através de objetos que tenham tido contato com o cão infectado, tais como camas, casinha, coleiras, etc.

A sarna sarcóptica também pode se transmitida aos humanos, apesar do ácaro não ser capaz de viver muito tempo em um humanos, podemos re-transmitir para os cães.

Os cães com maior risco de se contagiarem são os que se encontrem em canis, em residências para pets e os que têm contato frequente com cães de rua.

Se a sarna sarcóptica não for tratada, o cão pode morrer.

Sintomas de Sarna Sarcóptica

Os sintomas da Sarna Sarcóptica aparecem entre 2 a 6 semanas depois do contágio, e os mais evidentes são:

  • Coceira tão intensa em que o cão não consegue parar de se coçar e morder as zonas afetadas
  • A coceira pode aparecer em qualquer parte do corpo, mas geralmente começa nas orelhas, focinho, axilas e ventre
  • Pele irritada e/ou com feridas e crostas
  • Perda de pelo localizada
  • Pele escurecida e engrossamento da pele
  • Debilidade e desânimo generalizado devido à impossibilidade do cão descansar com o avanço da doença
  • Em etapas avançadas também se apresentam infecções bacterianas na pele.

Possíveis causas para Sarna Sarcóptica

A sarna sarcóptica, também conhecida como sarna vermelha, pode ser transmitida para humanos e outros animais através de seu ácaro transmissor, o Sarcoptes Scabiei, sendo o tipo de sarna mais comum encontrada em cães.

Como diagnosticas Sarna Sarcóptica

Como sempre, a Página do Pet recomenda a visita a um médico veterinário, só ele vai dar o correto diagnóstico de doenças de seu pet.




É importante levar o cão ao veterinário à primeira suspeita, uma vez que assim se facilitará o tratamento no caso de um diagnóstico positivo da doença.

De forma geral, a pele de um cão é a primeira a responder a qualquer tipo de alergia ou doença, sejam alergias ou outras doenças com sintomas semelhantes à Sarna Sarcóptica, o diagnóstico se torna difícil.

Em alguns casos pode conseguir alguma amostra do animal, como por exemplo, das fezes ou raspagem de pele, e observar ao microscópio. O ácaro é tão pequeno que não pode ser visível até mesmo sob um microscópio. Assim, amostra de pele nem sempre produze os resultados satisfatórios.

No entanto, a maioria das vezes o diagnóstico faz-se através da história do cão e da sintomatologia. Um teste negativo da amostra pele não exclui necessariamente a possibilidade de Sarna Sarcóptica.

Assim, o diagnóstico é feito, dependendo da história clínica do cão e da sua resposta ao tratamento para a sarna.

Como prevenir Sarna Sarcóptica

Para prevenir a Sarna Sarcóptica é preciso evitar que o nosso cachorro entre em contato com cães infectados e os seus ambientes, uma parte muito importante é tratar os animais contaminados e evitar a transmissão.

Tratamentos para Sarna Sarcóptica

A sarna sarcóptica pode ser curada e geralmente tem um bom prognóstico. O tratamento costuma incluir algum xampu para matar os ácaros ou uma combinação de xampu e medicamentos.




Alguns acaricidas comuns no tratamento desta e outras sarnas são a ivermectina e o amitraz.

É importante ter em conta que algumas raças de cães pastores como o collie, o pastor inglês e o pastor australiano apresentam problemas com estes medicamentos, por isso o veterinário deverá receitar outros medicamentos para o seu tratamento.

Quando se apresentam infecções bacterianas secundárias também é necessário administrar antibióticos para as combater.

Outros cães que convivem com o cão afetados também devem ser avaliados pelo veterinário e tratados, mesmo se não apresentam sintomas.

É muito importante para o tratamento da Sarna Sarcóptica a aplicação de um acaricida no lugar onde o cão vive e nos objetos que tem contato.

Uma parte essencial no tratamento da Sarna Sarcóptica é o isolamento dos animais contaminados e seguir cuidados de proteção recomendados, tais como usar luvas, roupa descartável etc.

Esteja atento ao realizar o tratamento, pelo risco de contágio fácil desta doença de pele. O ambiente contaminado por ácaros deve ser higienizado e tratado com um produto acaricida.

Remédio Caseiro Sarna Sarcóptica

Além de tratar o cão com Sarna Sarcóptica com as receitas do médico veterinário, você pode adotar opções caseiras como coadjuvantes.  O Gel de aloevara, por exemplo, é um excelente cicatrizante.




No entanto, a Página do Pet alerta que o melhor remédio é a prevenção: seu cão não pode entrar em contato direto com um cão infectado.

Outras precauções como banhos e tosa na frequência certa, usando os shampoos e condicionadores apropriados para seu cão, são também excelentes remédios caseiros para prevenir.

Remédios para Sarna Sarcóptica

  • Banhar o cão com shampoo de peróxido de benzoílo e, em seguida, a aplicação de um mergulho em organofosforados
  • Amitraz
  • Mitaban
  • Cal de enxofre (Lymdip)
  • Selamectina

Sarna sarcóptica pode ser traumática para o cão, bem como para o proprietário. Embora seja curável, o tratamento não é menos uma provação para o seu cão. Por isso, é melhor para prevenir a doença, tomando as precauções necessárias.