Sarna Demodécica – O que é? Como tratar? Proteja seu cão!!!

Sarna Demodécica é causada por um minúsculo ácaro chamado Demodex Canis, quando em cães, e Demodex Cati, quando nos gatos.

A Sarna Demodécica é muito comum nos cães nos primeiros a dias de vida, quando a adquirem de suas mães.

Quando em baixo número são considerados naturais na pele dos animais, porém, um sistema imunológico fragilizado faz com que haja uma alta incidência da Sarna Demodécica.




Este tipo de Sarna é mais comum em certas raças de cães que já nascem com o sistema imunológico suscetível tendo a Sarna Demodécica Genética.

A Sarna Demodécica pode se apresentar na forma generalizada ou localizada.

A Página do Pet vai mostrar a diferença entre os tipos de Sarna Demodécica, as raças mais cometidas e as formas de tratamento!

 

Sarna Demodécica

Proteja seu cão contra a Sarna Demodécica
Proteja seu cão contra a Sarna Demodécica

O que é Sarna Demodécica

A Sarna Demodécica é um tipo de parasitose de pele, de caráter inflamatório, produzida pelo ácaro Demodex canis (D. canis) no cão e Demodex cati no gato, invisível a olho nu.




É uma doença considerada muito comum em cães, raramente aparecendo nos bichanos.

O Demodex localiza-se principalmente nos folículos dos pelos, mas ocasionalmente pode ser encontrado nas glândulas sudoríparas e sebáceas.

Sintomas para Sarna Demodécica

A Página do Pet vai mostrar os principais sintomas da Sarna Demodécica, em suas formas Generalizada ou Localizada. Fique atento:




A Sarna Demodécica Generalizada costuma acometer áreas de perda de pêlos na cabeça, pernas e tronco, formando grandes áreas de perda de pelos.

Na Sarna Demodécica Generalizada a pele do cão se rompe e forma feridas e crostas, senso uma forma incapacitante da doença.

A Sarna Demodécida Localizada evolui para manchas irregulares de perda de pelos de cerca de 2.5 cm de diâmetro.

Em casos mais graves pode deixar a pele do cão com um aspecto avermelhado, com escamas e infecções.

 

Sarna Demodécica pega em humanos

Você não precisa ter medo se seu cãozinho ou gato estiver com Sarna Demodécica, ela não é contagiosa nos humanos.




 

Tipos de Sarna Demodécica

Existem dois tipos Sarna Demodécica, a generalizada e a localizada.

Estes dois tipos de sarna devem ser considerados de forma distinta pois têm sintomas diferentes e consequentemente diferentes abordagens no tratamento.

 

Sarna Demodécica Localizada

A Sarna Demodécica Localizada acomete os cães com menos de um ano de idade e deixa a pele com uma aparência similar a da micose.




O principal sinal da Sarna Demodécica Localizada é a perda de pêlo ao redor das pálpebras, lábios e cantos da boca, e ocasionalmente no tronco, pernas e nas patas.

A Sarna Demodécica localizada costuma passar espontaneamente em seis a oito semanas, mas pode ficar aumentando e diminuindo por meses.

Fique atento, se houver mais de cinco focos de mancha da Sarna Demodécica ela pode estar progredindo para a Sarna Demodécica Generalizada, o que ocorre em 10% dos casos.

 

Sarna Demodécica Generalizada

A Sarna Demodécica Generalizada quando acomete filhotes com menos de um ano tem até 50% de chances de recuperação espontânea.

Ainda não é possível afirmar que o tratamento medicamentoso acelere o processo.

Quando os doentes de A Sarna Demodécica Generalizada são os cães com mais de um ano não se pode afirmar que haja a cura espontânea.

A consulta com um médico veterinário dará chances ótimas de cura para seu cão.

 

Proteja seu cão da Sarna Demodécica
Proteja seu cão da Sarna Demodécica

 

Raças de Cachorros que mais tem Sarna Demodécica

Algumas raças apresentam mais a Sarna Demodécica que outras, provavelmente pelo resultado de cruzas sem cuidados.




Fique atento:

  • Pastor Alemão
  • Pug
  • Collie
  • Cocker
  • Dachshund
  • Pinscher
  • Bulldog Inglês
  • Bulldog Francês
  • Yorkshire
  • Spaniel
  • Boxer
  • Dálmata
  • Bull Terrier
  • Pit Bull
  • Shar Pei
  • Dobermann
  • Afghan Hound
  • Pointer

Tratamentos para Sarna Demodécica

A Sarna Demodécica já foi descrita pela medicina veterinária como uma doença dermatológica de difícil tratamento. Porém, hoje, as chances de cura sao de até 90%.




O tratamento da A Sarna Demodécica pode se estender por até um ano para que seja totalmente solucionado e curado.

O tratamento da A Sarna Demodécica envolve o uso de xampus e banhos para remover as escamas da superfície e matar os ácaros.

Outras importantes medidas a serem tomadas para tratar a A Sarna Demodécica são a raspagem ou corte dos pelos das regiões afetadas para facilitar o acesso a pele.

Em casos mais graves, o médico veterinário pode prescrever remédios de uso oral ou aplicar injeções no cachorro para o tratamento mais eficaz.

 

Cuidados com Sarna Demodécica

Infelizmente, não há como prevenir que a A Sarna Demodécica apareça, mas existem modos para impedir que ela se propague ainda mais.

Os donos de cães com Sarna Demodécica devem seguir alguns cuidados para que a doença não acometa mais animais, a Página do Pet ensina o que fazer:

  • Castrar machos e fêmeas que tenham a doença para impedir que esses cães gerem filhotes com propensão à Sarna Demodécica, já que existe um forte fator genético
  • Evitar o acasalamento entre cães que tenham a doença
  •  Estar sempre atento aos cães que tenham Sarna Demodécica depois de adultos, em especial os com mais de 5 anos, os examinando para  descobrir possíveis outras doenças no animal.

 

Sarna Demodécica Tratamento Caseiro

Existem abordagens menos convencionais no tratamento da Sarna Demodécica. Veja fatores que podem influenciar:
  • Nutrição
  • Exercícios regulares
  • Bem estar emocional
  • Descanso
  • Ambiente limpo e arejado
  • Banhos

Remédios para Sarna Demodécica

A Sarna Demodécica pode ser tratada convencionalmente com diversos tipos de medicamentos.
Veja alguns exemplos:
  •  Ivermectinas 
  • Moxidectinas
  • Milbemicinas
  • Doramectinas
  • Metaflumizonas
  • Amitrazinas
  • Outors antibióticos utilizados nos casos de infecções bacterianas
A Página do Pet alerta que nenhum tratamento é 100% eficaz quando falamos da Sarna Demodécica generalizada.
Seu animalzinho só é considerado curado quando 3 testes de pele são negativos e o animal não apresenta recaídas no prazo de um ano de acompanhamento.