Malamute do Alasca – Conheça este cão cheio de história!

O Malamute do Alasca é simplesmente uma das raças mais antigas de cães puxadores de trenó da história.

Quem vê um Malamute do Alasca pela primeira vez se impressiona com sua majestosidade e beleza.

A primeira eles parecem um lobo e há quem os confunda com os Huskys Siberianos.





Musculoso, veloz e resistente, o Malamute do Alasca é um cão de companhia muito dócil, amigável, tranquilo e afetuoso.

Seus ancestrais eram cães habituados a trabalhar e eles preservam até hoje a empolgação e a alegria das corridas.

O Malamute do Alasca é um cão bem simpático que cumprimenta até estranhos, não sendo uma opção para quem deseja um cão de guarda.

São cães que não costumam latir mas amam uivar e emitir sons bem estranhos para um cachorro.




Apesar de ser um cão bem calmo, o Malamute do Alasca precisa de treinamento precoce e de exercícios diários para gastar toda sua energia.

Ele pode ser um ótimo cão de companhia para assistir TV mas também é um ótimo cavador de quintais!

Continue na Página do Pet e saiba mais sobre estes incríveis cães!

Para conhecer outras raças de cães de neve, veja tudo sobre o São Bernardo, Rusky Siberiano e o Samoieda!

Malamute do Alasca – Um dos mais antigos puxadores de trenó!

Este é o Malamute do Alasca!
Este é o Malamute do Alasca!

Origem da Raça

O Malamute do Alasca é uma das mais antigas raças de cães puxadores de trenó que existem.





Como outros cães do tipo spitz, o Malamute do Alasca tem sua origem nas regiões árticas e sobrevivendo a condições climáticas bem extremas.

Sua origem não é muito clara, mas eles foram descritos quando viveram entre os nativos inuit, no Alasca e eram conhecidos como Mahlemuts.

Estes cães eram muito úteis em uma região onde a caça era uma questão de sobrevivência! Eles ajudavam no abate e carregamento de animais como ursos e focas.

Para serem companheiros na caça de grandes animais, era preciso que eles fossem também grandes e fortes.





Com os Inuits, o Malamute do Alasca era muito mais do que um animal de estimação,

O primeiros exploradores de fora do Alasca chegaram lá em 1700 e se encantaram com o Malamute do Alasca e com sua relação de amor com os donos, coisa não muito comum na civilização.

Por volta de 1896, com a descoberta do ouro, o Alasca foi invadido por milhares de pessoas e a diversão eram as corridas e concursos de carregamento entre seus cães.

As raças nativas do Alasca passaram a ser cruzadas com as raças trazidas por colonizadores como forma de aumentar a população de cães ou de produzir cães mais velozes.





Desta forma, o exemplares puros do Malamute do Alasca estavam arriscados de extinção quando na década de 1920 um adorador da raça passou a realizar cruzamentos ente eles.

O Malamute do Alasca se tornou popular durante a Segunda Guerra Mundial, quando foram convocados a trabalhar como transportadores de carga, busca e salvamento.

Foi somente em 1935 que o Malamute do Alasca foi reconhecido como raça e passou a figurar em exposições e como animal de estimação.

Características do Malamute do Alasca

O Malamute do Alasca é uma um cão de grande porte, musculoso, forte e de corpo robusto.





Ele é capaz de carregar cargas bem pesadas com a força de seu corpo, assim como fazia no passado quando carregava mais de 40 quilos em trenós.

Assim como seus antepassados ele é preparado para suportar temperaturas bem frias com sua dupla camada de pelos.

A camada interna da pelagem é bem densa e oleosa justamente para o proteger do frio.





Os padrões de cores mais comuns são o preto com branco, mas é possível encontrar também o branco, cinza e o avermelhado.

A cauda do Malamute do Alasca fica enrolada em cima do lombo enquanto sua cabeça é bem grande, mas não chega a ser desproporcional.

A cabeça  mas sem chegar a tocar nele e, a sua cabeça é grande mas não desproporcional.

Aparência do Malamute do Alasca

Aquele momento fofura que nunca falta aqui na Página do Pet! Filhotes de Malamute do Alasca!
Aquele momento fofura que nunca falta aqui na Página do Pet! Filhotes de Malamute do Alasca!





Malamutes do Alasca em dia de sol!
Malamutes do Alasca em dia de sol!

Amigos Malamutes do Alasca naquela selfie!
Amigos Malamutes do Alasca naquela selfie!





Os antepassados dos Malamutes do Alasca era moradores das neves e puxadores de trenó!
Os antepassados dos Malamutes do Alasca era moradores das neves e puxadores de trenó!

Comportamento do Malamute do Alasca

O Malamute do Alasca é o tipo de cão que exprime poder e independência, além de um forte temperamento.





São cães que guardam características de seus antepassados e amam correr, passear, trabalhar cavar e uivar.

O Malamute do Alasca é um cão muito apegado à família e leal aos seus, do tipo simpático e divertido.

Ele será um cão super bem educado caso faça exercícios diários. Você não vai querer um Malamute do Alasca frustrado ou entediado em sua casa destruindo coisas e quebrando plantas.





Fique atento a traços de sua personalidade e ofereça adestramento desde cedo para combater sua tendência em querer mostrar quem nada no pedaço.

Alguns podem ser dominantes e alguns podem cavar e uivar no quintal.

Alimentação

A quantidade de ração para todo animal de estimação depende de sua raça, porte, idade e nível de energia gasto.

O Malamute do Alasca precisa de alimentação de qualidade, que atenda suas necessidades nutricionais para manter sua vitalidade.

Escolha uma ração adequada para seu tamanho com alto nível energético. A quantidade da ração pode ser discutida com um médico veterinário ou segundo as orientações do fabricante.

Nunca deixe comida à disposição na vasilha do seu Malamute do Alasca, ele vai acabar comendo mais do que precisa e pode desenvolver a obesidade.

A água deve sempre der trocada, mantendo-se fresca e limpa.

Saúde

O Malamute do Alasca é um cão bem saudável, mas como qualquer outra raça de cães pode ter alguns problemas de saúde.

A maioria dos problemas de saúde que o Malamute do Alasca apresenta são também encontrados em outros cães de porte grande e de raças nórdicas:

As principais preocupações são a displasia de quadril, de cotovelo, a condroplastia, e a catarata juvenil, além do glaucoma.





Siga sempre corretamente o calendário de vacinação de seu pet e se possível, o leve ao médico veterinário a cada 6 meses.

Assim você terá um animal de estimação sempre saudável e poderá prevenir possíveis problemas de saúde precocemente.

Como Cuidar do Malamute do Alasca

Preço do Malamute do Alasca

O valor de um filhote de Malamute do Alasca ou de qualquer outro cão de raça depende da qualidade dos pais, avós e bisavós da ninhada, se são campeões nacionais, internacionais etc.

A raça não é muito popular no Brasil, mas é possível encontrar filhotes deste adorável e exótico peludo custando por volta de R$ 2.500 até R$ 4.000.

A Página do Pet sempre recomenda a adoção responsável e a aquisição de filhotes de criadores certificados.




Infelizmente existem criadores que submetem fêmeas a situações degradantes apenas visando o lucro com a venda de filhotes.

Antes de decidir comprar um cachorro é importante ainda lembrar que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs, esperando uma família amorosa.

Adotar é um ato de amor.