Gato com Síndrome de Down – Saiba como é e o que você pode fazer

Os Petlovers têm visto muito Gato com Síndrome de Down em sites, mas será?

Não exatamente. Nós temos 23 pares de cromossomos e na Síndrome de Down, o 21º par na verdade é um trio! Por isto o nome técnico da Síndrome de Down é trissomia do 21.

E gatos podem ter Síndrome de Down? Não exatamente, até porque eles têm apenas 19 pares de cromossomos.




Porém, quando se diz que o Gato tem Síndrome de Down, significa que ele tem uma doença genética que muitos sintomas se assemelham aos dos humanos.

Será que esta doença tem cura? Como tratar um Gato com Síndrome de Down? É perigoso para seu bichano?

Leia agora que a Página do Pet conta tudo o que você precisa saber sobre a Síndrome de Down em Gatos!

Gato com Síndrome de Down – Saiba tudo agora!!

Gato com Síndrome de Down
Gato com Síndrome de Down

É possível um gato ter Síndrome de down ?

Sim, é possível um Gato ter Síndrome de Down! A síndrome de Down não ocorre somente nos seres humanos, ela pode e já ocorreu em outros mamíferos, e não tem cura.




Os tratamentos médicos servem para prevenir e amenizar os sintomas causados por ela e para possibilitar que os portadores da síndrome possam levar uma vida normal.

Gato com Síndrome de Down como identificar ?

De forma bem simplista, eles têm um charme diferente dos outros de sua espécie e se comportam de forma diferente!

Seu comportamento também é diferente!

Continue lendo e entenda…

Sintomas de Gato com Síndrome de Down

Quando um Gato tem Síndrome de Down ele possui olhos grandes e redondos em comparação com os olhos dos outros, a forma da face também pode ser diferente.

Seu comportamento é anormal em comparação com outros. Gatos são conhecidos por serem muito ágeis e graciosos, mas os que têm síndrome de Down são desajeitados e instáveis.

Eles têm má coordenação e podem esbarrar e cair constantemente. Eles também desenvolvem hábitos estranhos como sentar ou miar de um jeito diferente dos outros.

Assim como nós, humanos, eles também são afetados na socialização: quando a maioria dos gatos não aceitam facilmente novos companheiros, eles tendem a ser mais amigáveis. Eles também parecem não responder ao serem chamados ou repreendidos.

Os cães e gatos também podem desenvolver os mesmos problemas de saúde que um humano que sofre de síndrome de Down, como problemas cardíacos.

Alguns têm problemas de visão e a ​​musculatura fraca.

Entendendo um pouco Síndrome de Down em Gatos

Gato com Síndrome de Down
Cuide do seu bichinho, não importa como ele seja




Gato com Síndrome de Down
Gato com Síndrome de Down

 

A Síndrome de Down, quem qualquer espécie é uma condição que ocorre ainda na fecundação, quando o óvulo e espermatozoide se unem.

Na sua primeira divisão os pares de cromossomos migram, cada um para uma nova célula a ser formada. Nos humanos, o par 21 fica com 3 cromossomos em uma fileira, e um na outra. Daí o nome da Síndrome: trissomia do 21.

A Síndrome de Down era amplamente considerada como uma específica condição humana, uma vez que é causada pela trissomia do cromossoma 21, que só se encontrava nos seres humanos.

Mas a Síndrome de Down em Gatos acontece da mesma forma com outros animais, uma trissomia em algum par cromossômico.

A Síndrome de Down em Gatos, e em outros animais está associada a algumas dificuldades de habilidade cognitiva e de desenvolvimento físico, e um determinado conjunto de características físicas causadas por uma anormalidade da condição genética.
Embora todos os animais possam ter anormalidades genéticas que afetem a sua aparência e seu comportamento,
Nos animais não humanos, a incidência dessa rara alteração genética, é também chamada de trissomia.
A maioria das trissomias resultam num número variável de deficiências à nascença, sendo que muitas resultam em mortes precoces.

Gato com Síndrome de Down Cuidados

Os Gatos com Síndrome de Down precisam de cuidado e atenção:




  • Tenha paciência extra e um olhar atento para evitar que sejam prejudicados
  • Não submeta seus Gatos com Síndrome de Down a um ambiente que pode expô-los a perigos – alturas e animais agressivos
  • Não expô-los a fiações elétricas e eletrodomésticos
  • Certifique-se de que os produtos químicos e outras substâncias estão fora do alcance
  • Não confie na sua capacidade de compreender suas instruções, especialmente em coisas que podem prejudicá-los
  • Eles podem não ter a capacidade física e mental que é necessário para lidar com estas situações.

Ame e cuide de seu gato com Síndrome e Down e busque um médico veterinário sempre que achar necessário!