Bulldog Inglês – Um companheiro para tardes de preguiça e diversão!

Bulldog Inglês é um cachorro que chama atenção por onde passa! Com sua carinha achatada inconfundível e corpo baixinho e forte.

O Bulldog Inglês, apesar de ostentar uma cara de mau, é um cão super carinhoso, dócil e tranquilo.

É o tipo de raça ideal para todos os tipos famílias, desde que tenham disposição em dedicar um tempo à eles.




O Bulldog Inglês gosta de estar sempre em contato com seus donos, são bem fiéis e com seus brinquedos ou comida chegam a ser possessivos.

Se você procura um cão de companhia para passar tardes de preguiça no sofá, o Bulldog Inglês é o cão perfeito!

A raça tem se tornado cada vez mais popular no Brasil, somando uma legião de fãs!

Adotar um Bulldog Inglês tem muitas vantagens: eles se adaptam facilmente a apartamentos, não precisam de longas caminhadas, amam as crianças e não dão muita despesa com banhos, tosas ou rações.




Continue aqui na Página do Pet e saiba mais sobre este cão fofo e carrancudo!

Quer conhecer outros pets de focinho achatado? Veja agora o Pug, Boxer e o Dogue de Bordeaux.

Bulldog Inglês – Cara de mau e um grande coração!

Este é o Bulldog Inglês
Este é o Bulldog Inglês

Origem da Raça Bulldog Inglês

Bulldog Inglês, assim como outros cãs do tipo Bull, foram criados no que na época se tratava de um esporte, o Bull-baiting.




Nesta época ele era mais robusto, forte encorpado e disposto para as brigas.

Era o Século XIII, e o Bulldog Inglês tinha a tarefa de atacar os touros e enfurecê-los. Além de acharem uma diversão, acreditavam que luta entre o Bulldog Inglês e touros amaciava a carne.

A briga com touros também era outra atividade dos antepassados do Bulldog Inglês.

Quando no ano de 1835 as lutas foram proibidas, criadores começaram a organizar lutas entre os cães, o que não funcionou muito.





Ele acabou sendo considerado um cão sem utilidade e sua popularidade foi caindo a ponto de quase ser extinto.

Sua sorte foi que alguns criadores deram seguimento à raça, fazendo cruzamentos selecionados que mantivessem seus traços mas com baixa ferocidade.

O resultado é o Bulldog Inglês que temos hoje: amável, divertido e um excelente animal de estimação.

Características do Bulldog Inglês

O Bulldog Inglês é um cão do tipo braquicéfalo, ou seja, do focinho achatado. Esta é uma das características mantidas através do tempo.





Quando a raça quase foi extinta, ele começou a ser criado como um animal de estimação e não mais um lutador de rinhas.

Assim, foi ficando mais baixinho, mas bem robusto. Apesar de médio porte, pode pesar até 25 quilos.

Os olhos do Bulldog Inglês são bem escuros e suas orelhas são bem pequenas e finas. Os lábios do Bulldog Inglês são pendurados nas laterais.

Suas mandíbulas são bem fortes e a parte inferior é maior do que a superior.

Aparência do Bulldog Inglês

O Bulldog Inglês filhote cheio de dobrinhas! É de morrer de amores
Não deixe a cara de mau do Bulldog Inglês te enganar… Ele é um doce de cão





Bulldog Inglês: um ótimo companheiro para crianças

Esta carinha do Bulldog Inglês é irresistível
O Bulldog Inglês é um cão do tipo braquicéfalo, ou seja, tem o focinho achatado

Comportamento do Bulldog Inglês

Não acredite na cara de mau do Bulldog Inglês! São cães muito amáveis, divertidos, sempre tentando agradar seus donos.





Eles são especialmente fofos com crianças e sua família. Já com estranhos não são tão simpáticos.

Quando se trata de outros pets o Bulldog Inglês é bem sociável, com outros cães, nem tanto.

Um traço de seu comportamento que costuma chamar a atenção é sua teimosia que chega a dificultar o aprendizado.

Ele é considerado por criadores uma das raças mais difíceis para ensinamentos, educação e adestração.





Ele é uma raça de cães bem dependente dos humanos e necessita de companhia constante.

Alimentação

A quantidade de ração para todo animal de estimação depende de sua raça, porte, idade e nível de energia gasto.

O Bulldog Inglês precisa de alimentação de qualidade, que atenda suas necessidades nutricionais para manter sua vitalidade.

Escolha uma ração adequada para cães de porte médio, sempre lembrando de sua tendência à obesidade e de sua baixa necessidade de exercícios.

A quantidade da ração pode ser discutida com um médico veterinário ou segundo as orientações do fabricante.





Nunca deixe comida à disposição na vasilha do seu, ele vai acabar comendo mais do que precisa.

A água deve sempre der trocada, mantendo-se fresca e limpa.

Saúde

O Bulldog Inglês é um cão braquicéfalo, ou seja, de focinho curto, então eles tem uma tendência natural a ter problemas respiratórios.





Além de problemas respiratórios eles podem sofrer com dermatites.

O ideal é que o Bulldog Inglês eles vivam em um lugar fresco e arejado, tanto para proteger das infecções de pele quanto para refrescar o corpo dele.

A raça tem mais dificuldade em dissipar o calor.

A obesidade também é uma situação que acontece muito com o Bulldog Inglês, por isto, fique de olho na qualidade e quantidade de ração oferecida a seu pet.

Siga sempre corretamente o calendário de vacinação de seu pet e se possível, o leve ao médico veterinário a cada 6 meses.

Assim você terá um animal de estimação sempre saudável e poderá prevenir possíveis problemas de saúde precocemente.

Mantendo uma rotina básica de cuidados e monitorando sua forma física você terá um pet feliz!

Como Cuidar do Bulldog Inglês

Preço do Bulldog Inglês

O valor de um filhote de Bulldog Inglês ou de qualquer outro cão de raça depende da qualidade dos pais, avós e bisavós da ninhada, se são campeões nacionais, internacionais etc.





É possível encontrar filhotes do fofo Bulldog Inglês custando aproximadamente R$ 1.500 a R$ 4.000.

A Página do Pet sempre recomenda a adoção responsável e a aquisição de filhotes de criadores certificados, com pais e avós sem doenças genéticas.

Infelizmente existem criadores que submetem fêmeas a situações degradantes apenas visando o lucro com a venda de filhotes.

Comprar um cão implica em responsabilidade de alimentar, vacinar, levar ao médico veterinário, tratar com amor, carinho e educar.

Antes de decidir comprar um cachorro é importante ainda lembrar que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs, esperando uma família amorosa.

Adotar é um ato de amor.