Acne Felina ► Aprenda a Identificar e o Que Fazer se Seu Gato Tiver

Você sabia que seu gato pode estar sofrendo de acne felina, uma doença que ataca os gatos e que poucas pessoas prestam atenção?

acne felina tem por seus principais sintoma pontos negros, vermelhidão na área do queixo e crostas.

Ela é mais comum do que se pensa e tão prejudicial quanto outros tipos de doenças que podem atacar nossos gatos.




Vale ressaltar que o queixo é uma área com bastante incidência de acnes e isso ocorre porque eles não conseguem alcançar na hora do seu “banho”.

Um outro problema comum em gatos é a queda de pelos nos felinos que podem ter várias razões.

Ao inflamar, os pontinhos pretos se tornam bolas de pus e de imediato os gatos começam a se coçar.

E quando não tratamos adequadamente eles podem machucar na hora que estão sendo coçadas e com isso podem surgir infecções.




Vale a pena ler com calma e entender melhor tudo que envolve as acnes felinas.

Acne Felina ► Aprenda a Identificar e a Tratar

Acne Felina
Acne Felina

O Que é a Acne Felina

Ele afeta principalmente o queijo dos gatinhos e consistem em uma infecção de pele e tem a mesma forma da acne humana.

Começa com pequenos pontinhos no queijo do gato e mais tarde evoluem para as espinhas que são inflamações que vão de superficiais a greves e profundas.

Como Identificar a Acne Felina

Para identificar se os seus gatinhos estão sofrendo com acne, basta você observar alguns sintomas mais aparentes, que são:

►► Crostas;

►► Alopecia;

►► Pontos Negros;

►► Eritema;

►► Borbulhas e Espinhas;

►► Sujidade no queixo.

Em estágios mais avançados você irá observar feridas no queixo do animal que vão de leves até as mais graves.

É importante levar ao médico veterinário afim de se obter um diagnóstico preciso e por conseguinte um tratamento adequado.

Como Prevenir a Acne Felina

Alguns procedimentos básicos pode ser adotados pelo tutor dos gatos afim de se prevenir a incidência das espinhas.




►► Mantenha o queixo do animal seco;

►► Limpe o queixo do gato após as refeições;

►► Limpe regularmente com álcool.

►► Lave as tigelas de comida e água regularmente.

Acne Felina
Acne Felina

Tratamentos para Acne Felina

Para se tratar de um infecção causada pelas sujidade do folículo e o excesso de sebo vai depender da gravidade e profundidade das lesões.

Afim de tratar o estágio inicial que são a presença de pontos negros, basta seguir o protocolo de prevenção da acne apresentado no tópico anterior.




Substitua os pratos com comida e água do seu bichano como forma de prevenção, haja vista que elas podem acumular gordura e piorar a situação.

Caso esteja em estágio mais avançado o tratamento deve ser feito com aplicação de pomadas tópicas e antibióticas, comprimidos e injeção.

É importante não auto medicar seu gato, vá ao médico veterinário, confirme que o problema é realmente esse e siga as recomendações e os remédios que o veterinário prescrever.

Você pode aplicar esse tratamento em um caso que ainda não tenha infeccionado.

►► Tricotomia  que consistem no corte do pelo da região do queixo afim de facilitar a limpeza da região.

Acne Felina
Acne Felina

Remédios para Acne Felina

Vejamos alguns remédios e sua aplicação.

►► Antibióticos Tópicos – Clindamincina, tetraciclina, eritromicina e metronidazol.

►► Aplicações Tópicas – Aplicação de vitamina A tópica, emplastros quentes de solução de sulfato de magnésio por 10 minutos e lavagens com clorexidina ou fitoesfingosina.

►► Ácidos Gordos – Podem beneficiar os felinos reduzindo a inflamação e normatizando a queratinização.

►► Mupiricina – Com ação antimicrobiana deve-se aplicar de duas a três vezes ao dia na pele e dispensa o uso de antibiótico sistêmico.

►► Peróxido de Benzoílo – Deve-se aplicar afim de amaciar as crostas e caspa, limpar os folículos e destruir as bactérias. Tem em shampoo ou gel. Aplica-se uma vez ao dia. Deve-se prestar atenção pois irrita a pele de alguns tipos de gatos.

►► Antibióticos Sistêmicos – Quando não uma resposta aos tratamentos ou ainda quando as lesões são profundas usar antibióticos de via oral se faz necessário, ou ainda injeções. Usar por um período de 14 a 21 dias. Exemplos: Amoxiciclina, ácido-clavulânico, fluoroquinolonas e cefalosporinas.




►► Isotreína – Usados em casos resistentes ou ainda quando o gato não deixa o uso de um tratamento tópico. Utilizado de forma tópica ou oral. As melhoras devem ser aparentes em aproximadamente 30 dias. Caso as lesões ainda persistam, deve-se reduzir o seu uso diária para 2 ou 3 vezes por semana.

Consulte sempre um bom médico veterinário.